LuxCitizenship

Nossos estudos sobre os duplos cidadãos luxemburgueses já chegaram ! Veja agora

A História

O fundador da LuxCitizenship, Daniel Atz, foi apresentado no canal de TV nacional de Luxemburgo RTL em uma reportagem transmitida em 17 de outubro de 2017 chamada “Mais e mais americanos querem se tornar luxemburgueses“. Logo em seguida outra reportagem foi gravada pois houveram surpresas com relação a família luxemburguesa de Daniel.

LuxCitizenship Story

Fundador da LuxCitizenship conhece sua família há muito tempo perdida.

“É uma sensação realmente estranha ver seu nome em uma manchete pela primeira vez – especialmente em uma língua estrangeira. A dupla cidadania pode levar a surpresas incríveis. Esta é apenas uma dessas histórias.”

Anteriormente Daniel Atz já havia sido gravado pelo canal de TV nacional de Luxemburgo RTL em uma reportagem especial sobre os americanos que solicitam a dupla cidadania luxemburguesa. As prévias foram transmitidas em um episódio especial no dia 16 de outubro, e o episódio completo foi divulgado no dia 17 de outubro.

Segue Relato:
Na manhã do dia 17 de outubro, acordei com um e-mail da RTL em Luxemburgo. Alguém que dizia ser a sobrinha de minha bisavó luxemburguesa tinha visto as pré-estreias. Ela havia ligado para a estação a manhã toda, perguntando se poderíamos entrar em contato.

Poucas horas depois eu estava conectado a uma senhora mais velha chamada Annette Cruchten. Ela me contou histórias francesas que tinha ouvido sobre minha mãe nos anos 70. Fazia mais de 30 anos que ela tinha ouvido falar da família na América. Nas semanas seguintes, trocamos muitos telefonemas emocionais com diferentes membros de minha família nos Estados Unidos.

Sem que eu soubesse, minha própria avó (casada na linhagem luxemburguesa) e esta mulher em Luxemburgo trocaram cartas e presentes desde os anos 50 até o início dos anos 80. Quando minha bisavó faleceu, nossas famílias perderam o contato. Annette me explicou que embora ela só tivesse visto minha avó cara a cara por duas horas em uma visita surpresa a Luxemburgo em 1981, ela considerava minha avó como uma irmã desde 1950. Com quase 85 anos de idade, ver a foto de minha bisavó e minha bisavó na TV foi a maior surpresa de sua vida.

A Viagem

Após nossas conversas, tomei a decisão de visitar Luxemburgo o mais rápido possível para encontrar Annette e sua família. A RTL facilitou nossa conexão inicial. Então, eles nos perguntaram se estávamos dispostos a ter o canal de TV nos acompanhando enquanto nos conhecíamos. Nós dois concordamos, e o resto é história.

Daniel Atz no aeroporto.

Cheguei em Luxemburgo no dia 4 de dezembro, e a equipe de TV estava esperando no final da pista de pouso. Então, eles me conduziram pelo aeroporto de Findel, na cidade de Luxemburgo. Eu estava com uma equipe de mentores que se certificavam de que não gravaríamos nada confidencial ou pessoas que não tinham dado consentimento. . Fui filmado pegando minha mala 7 vezes diferentes de 7 maneiras diferentes. Subi a escada rolante cerca de 5 vezes diferentes.

LuxCitizenship Founder Story: Meeting My Long-Lost Luxembourg Family

Esch-sur-Alzette é a cidade dos meus antepassados e onde Annette vive hoje. Na rodovia a caminho de Esch-sur-Alzette, fui recebido por céus cinzentos e neblina. Meu estômago estava embrulhado. O que estava prestes a acontecer? Eu realmente não tinha ideia. Chegamos no destino. Esch é uma pequena cidade de 35.000 habitantes. Eu logo percebi como a cidade era francesa. A fronteira com a França fica ao lado da cidade.

O Encontro

Quando chegamos à casa de Annette, esperei lá embaixo, enquanto a equipe de televisão preparava tudo e colocava
microfones. Depois de 10 minutos, eles me conduziram até o andar dela, onde eu a encontraria. Toquei a campainha da porta e esperei. Quando a porta se abriu, a primeira coisa que me chocou foi como a jovem Annette parecia ter mais de 80 anos de idade. O momento foi incrivelmente emocionante, como ela me disse, “tudo será melhor agora” em francês enquanto nos abraçávamos. Então, fomos prontamente informados pela equipe de TV, “isso foi muito comovente, vamos filmar novamente de três ângulos diferentes”. LuxCitizenship Founder

Nas horas seguintes, conversamos aos poucos, entre café e bolos, sobre quem era Annette, quem minha bisavó era, e toda a família no intervalo. Depois de um tempo, a equipe de TV saiu para nos deixar em paz. Conseguimos recuperar os 100 anos de história (minha bisavó faleceu em 1919). Uma das coisas mais gratificantes sobre esta experiência foi aprender sobre minha bisavó e todo o respeito que a família tinha por ela do ponto de vista luxemburguês. Era diferente da perspectiva americana que toda a minha família tinha. Fiquei particularmente tocado por todos os apelidos que minha bisavó tinha entre os luxemburgueses. Eu não tinha ouvido nenhum deles antes.

Nos dias seguintes, eu visitei os arredores de Esch-sur-Alzette e conheci a família de Annette (e minha família distante). Nossa conexão rápida me surpreendeu.

Seguindo em Frente

Como afirmei em meu último artigo pessoal, não posso esperar que todos que se candidatem à dupla cidadania vivenciem uma história como a minha. Da qualquer forma, espero que isso o ajude a aprender e se sentir mais próximo de sua família e de suas raízes de uma maneira semelhante à que tem sido feita para mim. Esta é uma oportunidade incrível e muito gratificante.

P.S. A imprensa luxemburguesa me chamou de “um luxemburguês recém-assado”.

Para ver o vídeo original da transmissão do 4 de janeiro sobre esta história do fundador da LuxCitizenship, por favor, visite: http://www.rtl.lu/lifestyle/people/1115520.html.